Esta página foi traduzida usando IA e aprendizado de máquina.

O smartwatch Galaxy Watch Active da Samsung foi anunciado apenas em fevereiro, mas houve vários rumores em torno de seu sucessor nas últimas semanas, com as últimas detalhando alguns de seus principais recursos.

A SamMobile , que anteriormente revelou imagens de como seria o Samsung Galaxy Watch Active 2, afirmou que o dispositivo não só vem com um monitor de ECG , mas também disse que ofereceria notificações de fibrilação atrial (Afib) e detecção de quedas.

Soa familiar? Isso é porque é. O Watch Series 4 da Apple oferece todos os três desses recursos, portanto, não é de surpreender que a Samsung siga o exemplo do seu próximo smartwatch.

De acordo com a SamMobile, o Samsung Galaxy Watch Active 2 virá com um aplicativo de ECG - como o Apple Watch Series 4 - permitindo que os usuários tirem um eletrocardiograma do pulso. Os usuários poderão compartilhar os dados com seu médico.

Em termos das notificações Afib, o site disse que o Galaxy Watch Active 2 ocasionalmente verifica o ritmo cardíaco em segundo plano e envia uma notificação se um ritmo irregular for detectado. A SamMobile disse que isso pode não estar disponível no lançamento, mas provavelmente exigiria a liberação do FDA, como a Apple fez.

Diz-se que a detecção de queda funciona da mesma maneira que o Apple Watch Series 4, exibindo uma notificação na tela e vibrando para alertar o usuário se uma queda forte for detectada enquanto o Samsung Galaxy Watch Active 2 estiver no pulso.

Se o usuário não responder usando as opções de um toque - ignorar ou ligar para os serviços de emergência - dentro de um determinado período, o relógio ligará automaticamente para os serviços de emergência e enviará uma mensagem aos contatos de emergência do usuário.

Nenhum detalhe sobre quando o Samsung Galaxy Watch Active 2 pode aparecer foi oferecido pela SamMobile, embora com o aumento de rumores, não seria muito surpreendente ver o smartwatch anunciado ao lado do Galaxy Note 10 em agosto. Manteremos você informado quando ouvirmos mais.