Revisão do Call of Duty Vanguard: um retorno à forma

O Vanguard leva COD de volta à 2ª Guerra Mundial, com uma nova história animada. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
É sobre o nascimento de forças especiais modernas, lideradas por Arthur Kingsley. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
A campanha é divertida o suficiente, se não memorável, e leva você a muitos locais divertidos. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
Você até mesmo irá para o céu para algumas missões aéreas. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
Ainda assim, o modo multijogador é o que a maioria dos jogadores mantém, e achamos que é muito melhorado em relação à Guerra Fria Black Ops. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
Movimento avançado e montagem de arma estão ambos para trás, assim como portas que podem ser fechadas. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
Os mapas também apresentam muita destruição, o que realmente gostamos - faz com que os tiroteios pareçam frenéticos e perigosos. (crédito de imagem: Activision / Pocket-lint)
Com 20 mapas multijogador e um modo Zumbis que ficará maior com o tempo, você tem muito em que enfiar os dentes no pacote. (crédito de imagem: Activision)
O Vanguard pode não rasgar o livro de regras, mas é um COD sólido que vale a pena aprender se você é um fã da série. (crédito de imagem: Activision)

Leia uma versão mais detalhada deste artigo