Pocket-lint é suportado por seus leitores. Quando você compra por meio de links em nosso site, podemos ganhar uma comissão de afiliado. Saber mais

Esta página foi traduzida usando IA e aprendizagem mecânica antes de ser revista por um editor humano em seu idioma nativo.

(Pocket-lint) - A Sony deu uma pequena dica sobre o que pensa da aquisição da Activision pelo Xbox, graças aos comentários recentemente descobertos que forneceu ao órgão regulador brasileiro para investigar o negócio.

Ao contrário de alguns outros processos, todas as informações fornecidas ao regulador brasileiro devem ser tornadas públicas, o que permitiu que alguns usuários de olhos de águia em Resetera desenterrassem os pensamentos da Sony.

-

As respostas que ela fornece abrangem uma ampla gama de contextos, mas algumas seções particularmente suculentas abordam especificamente a importância do Call of Duty, e como ele afeta o mercado de consoles.

Em particular, a Sony efetivamente aumenta a franquia de forma maciça, descrevendo-a com precisão como a maior franquia de jogos, uma que tem enormes recursos por trás dela e que vende rotineiramente em grandes volumes.

Ele chama o jogo de "essencial" e diz que a marca é tão poderosa que quase certamente influencia a escolha do console dos jogadores quando eles vêm para comprar. Isto obviamente visa a possibilidade de que o Xbox possa fazer do COD um console exclusivo em algum ponto abaixo da linha.

O documento em questão, que você pode acessar da lista aqui, está em português rotulado como "E-mail Sony (Resp. ao Of. 4108/2022 + procuração)", mas se traduz bastante bem, e contém alguns insights interessantes sobre o quanto a Sony considera COD (ou, pelo menos, o quanto ela quer que isso seja visto como o caso).

O que isto traduz para o regulador é difícil de adivinhar nesta fase - mas pode ter algum impacto no Xbox de alguma forma. Sabemos que os próximos jogos COD chegarão aos consoles PlayStation devido aos contratos existentes, e a Microsoft indicou que poderia continuar depois disso, mas nada é certo.

É difícil dizer se isso ainda toca anos a fio, mas é algo que os reguladores, sem dúvida, considerarão em múltiplas jurisdições enquanto analisam o acordo Xbox-Activision.

Top Nintendo Switch games 2022: Melhores títulos de Switch que todo jogador deve possuir

Escrito por Max Freeman-Mills.