Esta página foi traduzida usando IA e aprendizado de máquina.

(Pocket-lint) - Obviamente, o Facebook está mais decidido a dominar nossas vidas do que acreditávamos - a gigante da tecnologia decidiu desenvolver seu próprio sistema operacional para apoiar um empurrão ainda mais sério no hardware.

Presumivelmente, a intenção é executar dispositivos como futuras telas inteligentes de vídeo do Portal, e toda a ação é reduzir a dependência do Android suportado pelo Google, o que, se formos honestos, é o motivo de qualquer empresa desenvolver um sistema operacional alternativo.

O Android é tão dominante que confiar nele pode ser visto como um risco significativo para os investidores, por exemplo. E provavelmente daria ao Facebook mais opções para futuros lançamentos de dispositivos. Atualmente, os dispositivos Portal e Oculus VR usam o Android para funcionar.

Segundo o The Information, o projeto do Facebook está sendo liderado por Mark Lucovsky. Ele é um veterano da Microsoft que desenvolveu o Windows NT. Caso você não saiba, a base de código do NT sustentou todas as versões de consumo do Windows desde o Windows XP.

Já sabíamos de outros relatórios - agora reiterados pelo The Information - que o Facebook também está trabalhando em chips personalizados para executar seus dispositivos, uma medida preferida pela Apple e, recentemente, pela Microsoft.

O Facebook também deve lançar seu próprio assistente de voz em 2020 - mas se isso pode competir com o Google Assistant, Alexa e Siri ainda estão por vir. Naturalmente, as pessoas já desconfiam das implicações de privacidade dos dispositivos do Facebook, e essa preocupação pode ser aumentada com os dispositivos executando seu próprio sistema operacional.

Escrito por Dan Grabham.