Pocket-lint é suportado por seus leitores. Quando você compra por meio de links em nosso site, podemos ganhar uma comissão de afiliado. Saber mais

Esta página foi traduzida usando IA e aprendizado de máquina.

(Pocket-lint) - A fusão entre duas das maiores empresas de telecomunicações do Reino Unido foi confirmada - a O2 e a Virgin Media se tornarão uma única empresa depois que o negócio foi aprovado pela Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA).

A O2 é a maior rede móvel do Reino Unido, com cerca de 34 milhões de clientes. A Virgin Media tem mais de 5 milhões de clientes, mas sua rede de fibra é cobiçada.

Proposto pela primeira vez há cerca de um ano , a junção da maior rede móvel do Reino Unido por base de clientes e o maior provedor de cabo não trouxe à tona os mesmos problemas que outras redes móveis enfrentaram quando quiseram se fundir.

Isso porque o negócio móvel da Virgin Media é executado em uma rede virtual (MVNO) - não possui nenhum espectro ao contrário de BT / EE, O2 e Three. Os negócios são amplamente complementares, ao contrário de quando a O2 foi alvo de uma aquisição de £ 10 bilhões em 2015 pela Three, de propriedade da Hutchison. A jogada foi bloqueada por ser anticompetitiva, já que, afinal, o Three é um rival direto da O2.

Como consertar seu vídeo corrompido e prepará-lo para carregar com Stellar

No entanto, a CMA estava preocupada com o novo acordo de que "a Virgin e a O2 poderiam aumentar os preços ou reduzir a qualidade desses serviços atacadistas [que fornece a outras redes]. Se isso acontecesse, poderia levar outras empresas a serem forçados a oferecer serviços móveis de qualidade inferior ou aumentar seus preços de varejo, o que afetaria negativamente os consumidores. "

No entanto, a investigação da CMA concluiu que era improvável que a fusão causasse um aumento de preço para os consumidores porque há muitos outros fatores que influenciam a taxa paga por um cliente. Existem também outras empresas que oferecem serviços de linhas alugadas e serviços móveis, o que significa que era provável que a O2 / Virgin tivesse que manter seus preços tão competitivos quanto possível.

A Telefonica, dona da O2, está ansiosa para repassar a O2 por um tempo; após o fracasso do acordo com a Three, chegou a pensar em separar a O2 como uma empresa pública em 2016. Agora, a O2 se juntará à Virgin Media, de propriedade da Liberty Media, em uma joint venture 50-50.

Atualmente, a Virgin usa a rede da Vodafone para fornecer seus serviços móveis. Isso, é claro, mudaria se ele se unisse ao O2.

A O2 também possui Tesco Mobile, Giffgaff e Sky Mobile em execução em sua rede como redes virtuais (possui Giffgaff e metade da Tesco Mobile).

Escrito por Dan Grabham.